TEÓLOGO ITUANO TOMA POSSE NA ACADIL EVANDRO CORREIA OCUPARÁ CADEIRA MONS. EZECHIAS FONTOURA

No sábado, dia 23 de novembro, às 17 horas, a Academia Ituana de Letras dará posse a mais um membro, desta vez o ituano, Prof. Dr. Evandro Antonio Correia, de 51 anos.
Correia é Mestre e Doutor em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma, onde viveu por catorze anos. Ali estudou Filosofia e Teologia. É também bacharel em Relações Internacionais (UNISO). A sua tese de doutorado é importante estudo jurídico sobre a Basílica romana de São Paulo, onde está enterrado o apóstolo. Ali também foi arquivista do precioso acervo documental.
Evandro Correia estudou música na UNESP, especializando-se em órgão de tubos, exercendo a função de organista da Basílica de São Paulo (Roma). Em Itu atuou como regente assistente do Coral Vozes de Itu.
Como pesquisador Evandro se especializou em temas ligados ao Direito Canônico, História da Igreja Católica, música brasileira, colaborando com o Museu da Música – Itu e com a Academia Ituana de Letras, da qual era associado correspondente desde 1997. Há diversas publicações de sua autoria nas edições da Revista da ACADIL. Colabora com o jornal A Federação.
Evandro foi eleito para ocupar a nova Cadeira 34 que tem como patrono um dos mais importantes conhecedores do Direito Canônico, na história do Brasil, o Mons. Ezechias Galvão da Fontoura, ituano, autor de diversos trabalhos na área e sobre a história paulista. Fontoura assistiu a inauguração do Colégio Nossa Senhora do Patrocínio cuja efeméride dos 160 anos também será lembrada na cerimônia de posse.
Evandro Antonio Correia será saudado pela acadêmica Maria Lúcia de Almeida Marins e Dias Caselli.
A sessão solene é aberta ao público e terá lugar no Salão do Anjo do Colégio Patrocínio (Praça Regente Feijó, s/nº). Na ocasião será feita a homenagem póstuma à acadêmica Irmã Rita de Cássia Dantas, falecida em setembro. Haverá também o lançamento do livro “Educação Feminina no Colégio Nossa Senhora do Patrocínio”, obra póstuma da Profa. Maria Iza Gerth da Cunha, por iniciativa da ACADIL, com apoio cultural da STARRETT e das Lojas do Carmo.
Na ocasião haverá o lançamento do conjunto de postais comemorativos aos 160 anos da chegada de Madre Maria Theodora a Itu, pela artista Silvana Novelli, por iniciativa do Instituto Cultural de Itu. As publicações estarão à venda em prol do Centro Madre Theodora.
A Academia Ituana de Letras (ACADIL) é uma associação de escritores fundada em 1992, que conta com trinta e três membros que se dedicam à produção literária e estudos sobre a Língua Portuguesa e Literatura em geral.

ACADIL TERÁ ENCONTRO SOBRE OCTÁVIO IANNI

Evento terá lançamento de mais um volume da Revista da ACADIL

No próximo sábado, 05 de outubro, a partir das 10h30, no Museu da Energia, a Academia Ituana de Letras promoverá um encontro cultural sobre a vida e a obra do sociólogo ituano Prof. Octávio Ianni. O evento contará com a participação do Prof. Dr. Rodrigo Augusto Prando, Professor Pesquisador da Universidade Mackenzie, especialista na obra de Ianni. Também estará presente a bibliotecária Priscila Carreira Bittencourt, da UNESP de Araraquara, responsável pela Biblioteca Octávio Ianni, que guarda a coleção do autor.
Octávio Ianni nasceu em Itu (1926) e foi um dos principais sociólogos brasileiros, autor de teorias importantes sobre racismo, subdesenvolvimento, aluno e assistente de Florestan Fernandes. O emérito professor é autor de “Uma cidade antiga”, principal livro sobre o desenvolvimento econômico e social de Itu. Faleceu em São Paulo em 2004 deixando importante legado de obras sobre os temas estudados. É um dos novos patronos das Cadeiras criadas na ACADIL.
No mesmo evento será lançado o volume XXI da Revista da ACADIL, que reúne cerca de quarenta trabalhos de acadêmicos. A Revista é comemorativa do bicentenário do Padre Bento Dias Pacheco com alguns trabalhos de autoria do Dr. Ermelindo Maffei. Traz também precioso estudo sobre os Padres do Patrocínio, escrito em 1919 pelo Mons. Ezechias Galvão da Fontoura. Com ele a ACADIL lembra o bicentenário da morte do Padre Jesuíno do Monte Carmelo.
O encontro é aberto ao público e gratuito e terá lugar no Museu da Energia, Rua Paula Souza, 669.
A Academia Ituana de Letras (ACADIL) é uma associação de escritores fundada em 1992, composta de 40 Cadeiras, cujos patronos foram figuras de destaque na literatura local e regional. Os 32 membros atuais se dedicam à produção literária e estudos sobre a Língua Portuguesa e Literatura em geral.

Sessão Aberta da ACADIL
Dia 05 de outubro de 2019, 10h30.
Museu da Energia de Itu
Rua Paula Souza, 669, Itu.

Nota de Falecimento

Faleceu no Taboão da Serra, na madrugada do dia 20 de setembro de 2019, a Acadêmica Irmã Rita de Cássia Dantas, aos 100 anos. Nascida em Assis, a 10 de setembro de 1919, tinha o nome civil de Isabel Dantas. Era filha de Adolfo Rodrigues Dantas e Auta de Arruda Dantas.
Fez estudou no Colégio Nossa Senhora da Assunção, em Piracicaba, das Irmãs de São José de Chambéry, congregação religiosa à qual aderiu depois de formada. Bacharelou-se em Letras Clássicas (FFLCH-USP) e se especializou em Dialetologia (Universidade de Coimbra). Na USP teve com orientador o Prof. Antonio Candido, ao estudar ao linguajar dos bairros rurais de Itu.
Irmã Rita de Cássia Dantas atuou como professora de Língua Portuguesa no ensino público estadual e no Colégio Patrocínio de Itu. Em 1958 se tornou Vice-Diretora da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Nossa Senhora do Patrocínio, onde também lecionou línguas, literatura brasileira e latina por quase 30 anos. Publicou o trabalho “Os índices, na peça do Teatro” a propósito da peça “Deus lhe pague” de Juracy Camargo (1975), além de dezenas de poemas em jornais de Itu e nas edições da Revista da ACADIL. Residia em Taboão da Serra, na casa de Saúde das Irmãs de São José, onde festejou o centenário de vida no último sábado.
O velório se deu na Igreja do Patrocínio, seguido de missa de corpo presente às 15h30 e enterro no cemitério das Irmãs de São José, em Itu.
Irmã Rita foi uma das fundadoras da Academia Ituana de Letras na qual ocupa a Cadeira nº 22, cujo patrono é o seu irmão, o consagrado escritor Antonio de Arruda Dantas. Era uma confreira de forte presença no dia a dia da ACADIL, com grande espírito colaborativo. Sua poesia, geralmente religiosa, revela uma linguagem elegante e a preocupação em transmitir um sentido de confiança e esperança à Humanidade.
A Academia Ituana de Letras decretou luto de três dias em memória de sua confreira.

GRAMÁTICO ITUANO TOMA POSSE NA ACADIL

ROBERTO MELO MESQUITA OCUPARÁ CADEIRA POETA BENTO DIAS PACHECO

No próximo sábado a Academia Ituana de Letras abrirá suas portas para receber mais um membro, desta vez um ituano, o Prof. Roberto Melo Mesquita, de 73 anos.
Mesquita é Mestre em Língua Portuguesa (PUC/SP) e grande conhecedor da gramática portuguesa e latina. Já se dedicou profissionalmente à educação no ensino básico e superior (PUC, UNIP e UNIBAN) sempre atuando na cidade de São Paulo. Ministrou palestras em quase todas as capitais brasileiras. Atualmente continua escrevendo livros didáticos para editoras consagradas.
O Prof. Mesquita é autor de livros sobre a gramática portuguesa pela Editora Saraiva desde 1973. Editou mais de sessenta títulos, dentre os quais Gramática da Língua Portuguesa (11. ed.) e Gramática Pedagógica (31. ed.). Escreve desde 2016 pela WAK Editora, pela qual publicou como coautor “O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa na prática”.
Como pesquisador é membro do Grupo de Pesquisas em Historiografia da Língua Portuguesa (GPeHLP) do IP-PUC/SP e do Grupo de Pesquisa em Educação Linguística e Ensino de Língua Portuguesa (GPEDLINP) do IP-PUC/SP. Tem vários capítulos, prefácios e artigos publicados. É associado à ABRALE (Associação Brasileira de Autores de Livros Educativos), da qual já foi vice-presidente. É também membro da UBE (União Brasileira dos Escritores).
O acadêmico tomará posse como primeiro ocupante da Cadeira 33, uma das novas criadas pela ACADIL no seu jubileu de prata. Tem por patrono o poeta ituano Capitão Bento Dias Pacheco (1756-1829), um dos mais antigos escritores locais, autor de elegantes versos latinos e em língua portuguesa recentemente encontrados pela ACADIL. A produção do capitão Bento Pacheco foi registrada em caderno datado de 1806, verdadeiro tesouro, possivelmente a mais antiga produção literária local. Alguns poemas serviram ao novo acadêmico para o elogio a seu patrono que proferirá na sessão solene da Academia.
Bento Dias Pacheco foi proprietário de terras em Itu, patriarca de poderosa família que muito contribuiu no campo das artes e da ação social. Deixou, dentre seus descendentes o neto de mesmo nome, padre, cujo bicentenário de nascimento será lembrado na mesma sessão solene.
Roberto Melo Mesquita será saudado pelo acadêmico Bernardo Campos.
A sessão solene é aberta ao público e terá lugar no dia 14 de setembro de 2019, sábado, às 10h30 no Museu da Energia de Itu (Rua Paula Souza, 669).
A Academia Ituana de Letras (ACADIL) é uma associação de escritores fundada em 1992, que conta com trinta e dois membros que se dedicam à produção literária e estudos sobre a Língua Portuguesa e Literatura em geral.

ACADIL PROMOVE ENCONTRO SOBRE LINGUAJAR REGIONAL

Convidado pesquisa famílias antigas de Itu

No sábado, 10 de agosto, a partir das 11h. a Academia Ituana de Letras promoverá uma um encontro cultural, desta vez discutindo linguajar regional. A comunicação “Caipirês, uma língua de respeito” será feita pelo pesquisador Leonardo Silveira. Seu levantamento de fontes sobre a família Silveira, em Itu, resultou no projeto de pesquisa “Pai rico, filho nobre, neto pobre: modo de vida e sistema sucessório de uma família paulista” que desenvolve junto ao CEUNSP, onde é aluno do curso de História. A pesquisa foi recentemente apresentada na UNICAMP.
Leonardo Silveira é ituano. Cresceu entre a cidade e o campo, onde passou uma infância privilegiada no sítio da família, no bairro do Varejão (Itu). Em 2015 publicou seu primeiro livro “Contos de Roça e Sertão”, pela editora Giostri, reunindo causos recolhidos nas histórias de sua antiga família ituana.

Ao longo da pesquisa tem observado o linguajar local, seja nas entrevistas com moradores de bairros rurais, seja em documentos que revelam, além dos costumes caipiras, características muito particulares do falar de Itu.

O encontro é aberto ao público e gratuito e terá lugar no Museu da Energia, Rua Paula Souza, 669.

A Academia Ituana de Letras (ACADIL) é uma associação de escritores fundada em 1992, composta de 40 Cadeiras, cujos patronos foram figuras de destaque na literatura local e regional. Os 32 membros atuais se dedicam à produção literária e estudos sobre a Língua Portuguesa e Literatura em geral.

Sessão Aberta da ACADIL
Dia 10 de agosto de 2019, 11 h.
Museu da Energia de Itu
Rua Paula Souza, 669, Itu.